FPL • ACESSO ALUNO AO SISTEMA AULA

FPL • ACESSO PROFESSOR AO SISTEMA AULA

Série de Reportagens • COMPETÊNCIA

Cursos de Graduação aliam conhecimento, habilidade e atitude para consolidar excelência em ensino da Fundação Pedro Leopoldo.

Índices de aprovação superiores às médias nacionais nos órgãos que autorizam o exercício de profissões. Com este diferencial, a FPL (Fundação Pedro Leopoldo) mostra a força de sua competência.

Cadeiras voltadas para um quadro negro e uma mesa de professor bem imponente sobre um tablado. Aulas centradas nos professores com alunos desmotivados, alguns, infelizes, imersos por enxurradas de informações.

O modelo de ensino adotado por uma considerável parte das faculdades brasileiras não pretende integrar a rotina da FPL. Desde junho, a Direção Geral implanta seu novo Projeto Pedagógico Institucional alicerçado na competência.

Através de modernas ações pedagógicas que já estão sendo implementadas pelos professores, como portfólio, mapa conceitual, lista de discussão por meios informatizados, solução de problemas, dramatização, júri simulado, simpósio, painel, fórum e oficina, além de periódicos encontros com a sociedade, a FPL pretende desenvolver nos discentes um conjunto de habilidades voltadas à prática da aplicação dos conhecimentos.

Diante dessas múltiplas possibilidades, os cursos de Direito e Ciências Contábeis destacam-se no Estado. De acordo com o Coordenador do Curso de Direito, Régis André, o índice de aprovação dos alunos na prova da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) é superior a 50%, contra a média nacional de 20%.

“A FPL está entre as 20 faculdades que mais aprovam na Prova da Ordem no Estado. A maioria dos alunos obtém essa aprovação antes de se formar, garantindo o exercício da profissão já logo após a colação de grau”, mensura Régis André.

O Coordenador do Curso de Ciências Contábeis, Wilson Carvalho, mensura aprovação de 60% dos alunos no exame do CFC (Conselho Federal de Contabilidade), o dobro da média nacional (30%).

“Aliamos o conhecimento ensinado em sala de aula aos anseios do mercado”, garante Wilson Carvalho.

Sinergia entre conhecimento, habilidade e atitude

Os consideráveis índices de aprovação nos órgãos que autorizam o exercício das profissões de advogado e contador devem-se aos diferenciais que compõem as matrizes curriculares dos cursos de Direito e Ciências Contábeis.

 

Já nos primeiros períodos, os discentes do Curso de Direito mantêm práticas simuladas em várias disciplinas, como Direito Civil, Direito Penal e Direito do Trabalho.

“Os professores ensinam a teoria e, na sequência, os alunos produzem peças jurídicas, nas quais aplicam os conhecimentos obtidos anteriormente”, explica Régis André.

Para integrar ainda mais os discentes à realidade do mercado de trabalho, eles atuam no DAJ (Departamento de Assistência Judiciária), onde mantêm uma rotina semelhante à de sua profissão.

“Eles aprenderem desde a postura correta para atender os clientes até a elaboração de peças processuais. Os alunos também acompanham processos cíveis e criminais com a supervisão de professores”, afirma.

 

 

Para garantir a sinergia entre conhecimento, habilidade e atitude, o Curso de Direito aposta na qualificação de seu corpo docente. “Atualmente, a maioria dos professores é mestre, sendo que grande parte já é doutoranda. Daqui a um curto espaço de tempo, teremos mais de 50% da nossa equipe integrada por professores doutores, contribuindo com um nível de conhecimento diferenciado para a formação dos alunos”, observa.

Também apostando na sinergia entre conhecimento, habilidade e atitude, o Curso de Ciências Contábeis empenha-se no preparo dos alunos para o concorrido mercado de trabalho.

Com uma mescla de disciplinas que vai desde Teoria da Contabilidade até Jogos de Empresas, o Curso de Contábeis também contribui para que alunos os alunos possam abraçar um leque de possibilidades profissionais.

“Eles podem empreender seu próprio negócio, atuar em empresas de pequeno, médio e grande porte, além de ainda estarem preparados para prestarem concursos públicos com salários iniciais a partir de R$ 5 mil”, mensura.

FPL revisa seu Projeto Pedagógico Institucional inserindo métricas que ampliam a formação de seus alunos.

Cadeiras voltadas para um quadro negro e uma mesa de professor bem imponente sobre um tablado. Aulas centradas nos professores com alunos desmotivados, alguns, infelizes, imersos por enxurradas de informações.

O modelo de ensino adotado por uma considerável parte das faculdades brasileiras não pretende integrar a rotina da FPL.. Desde junho, a Direção Geral implanta seu novo Projeto Pedagógico Institucional alicerçado na competência.

Além de prezar pelo conhecimento, o novo Projeto Pedagógico dos cursos de Administração, Ciências Contábeis, Direito e Tecnologia em Logística também são permeados pelos conceitos de habilidade e atitude para ampliar a formação discente. “A competência deve ser entendida como a conjugação sinérgica de conhecimentos, habilidades e atitudes”, explica a Vice-diretora, Ilza Tavares Gualberto.

Através de modernas ações pedagógicas que já estão sendo implementadas pelos professores, como portfólio, mapa conceitual, lista de discussão por meios informatizados, solução de problemas, dramatização, júri simulado, simpósio, painel, fórum e oficina, além de periódicos encontros com a sociedade, a FPL pretende desenvolver nos discentes um conjunto de habilidades voltadas à prática da aplicação dos conhecimentos.

Com esta iniciativa, a Instituição garante eficácia à aprendizagem. “Nossos professores são estrategistas, pois selecionam pontualmente técnicas, recursos ou dinâmicas compatíveis para desenvolver a competência dos alunos”, observa.

Rompendo com a linearidade no ensino, as aulas deverão exercitar, ainda mais, o raciocínio, a criatividade e a liderança. “Os alunos estão aprendendo a serem objetivos, a resolver conflitos para chegar a um comum acordo e obter ações construtivas, além de desenvolverem a capacidade analítica, de comunicação e ter foco nos resultados. O mercado de trabalho exige profissionais preparados para obter êxito nas mais variadas situações”, detalha o Diretor Geral, Carlos Alberto Portela.

Cada docente estabelece métodos, a partir de parâmetros determinados pela Direção Geral, para alcançar esse objetivo. “Os professores já estão documentando, em seus planos de ensino, o ‘como’ desse processo, englobando as ações que serão realizadas por eles e também pelos alunos para desenvolverem, em cada disciplina, o conhecimento, a habilidade e a atitude”, pontua.

Estratégias avaliativas também foram reformuladas para garantir o aperfeiçoamento contínuo dos professores. “Além de avaliar o desenvolvimento individual dos alunos, atendendo suas necessidades de acompanhamento pessoal e seu desenvolvimento formal frente aos requisitos de aprovação na disciplina, as estratégias avaliativas permitem aos docentes monitorarem o desempenho da turma, a existência de gaps de aprendizagem e a revisão e também o ajustamento do seu planejamento, de forma a buscar a excelência educacional”, detalha Ilza Gualberto.

Aos 23 anos, o aluno do Curso de Administração, Dalton Luiz, planeja sua carreira alicerçada em conhecimento, habilidade e atitude.

Há três anos, os sonhos de Dalton Luiz estão transformando-se em realidade. Após ingressar no Curso de Administração da FPL (Fundação Pedro Leopoldo), o jovem de 23 anos alinhou conhecimento, habilidade e atitude à sua proatividade para empreender desafios que lhe renderam significativas conquistas em sua carreira.

Atualmente, Dalton Luiz atua como estagiário na Philips, em Lagoa Santa. Embora tenha ingressado em uma empresa multinacional, onde tem diversificadas oportunidades de crescimento profissional, o aluno do Curso de Administração não se cansa de buscar o aperfeiçoamento contínuo.

Atuando como voluntário no Movimento CHOICE, Dalton Luiz desvenda os segredos dos negócios sociais. Neste mercado, organizações de diversificados segmentos, como Tecnologia e Educação, ofertam seus produtos para potenciais consumidores que ainda não tiveram acesso a eles. “Democratizamos oportunidades”, resume.

Além de ingressar neste novo segmento, o jovem tornou-se disseminador deste conceito. Na semana passada, ele participou de um workshop na cidade do Rio de Janeiro para capacitar-se nesta nova tarefa.

Também faz parte de sua história, o ingresso na AIESEC, entidade internacional que incentiva o desenvolvimento de jovens lideranças para que elas tornem-se cidadãos globais para mudar o mundo, além de também adquirir experiências e habilidades fundamentais na Pós-Modernidade. “Na AIESEC, temos a possibilidade de fazer um intenso networking com jovens de todo o mundo e, posteriormente, realizar um intercâmbio para desenvolver projetos sociais que contribuem para nosso crescimento profissional”, explica.

Dalton Luiz ainda contribui periodicamente para atividades do Curso de Administração. Em 2010, ele ajudou a conceber a Semana de Administração. Realizado no primeiro semestre letivo, o Evento é composto por variadas atividades, como palestras e mini-cursos, que ampliam as perspectivas profissionais e pessoais dos alunos.

Em outubro, ele irá ministrar um mini-curso em Negócios Sociais que será ofertado à comunidade acadêmica e também à comunidade da Região durante o XII Encontro Regional Gestão & Tecnologia.

Ex-aluno da EFG Sebrae Pedro Leopoldo, mantida pela FPL, maximiza atuação de sua empresa, Kero Mais, oferecendo ao mercado soluções alimentícias, além de espaço para eventos.

Sofisticação regada por bom gosto compõe a receita de sucesso da Kero Mais Buffet e Eventos. Inaugurada na noite de quinta-feira, 12, a Empresa localizada à Rua Alípio Romanelli, 55, no Centro, em Pedro Leopoldo, oferece soluções alimentícias ao mercado, além de disponibilizar espaço para eventos que comportam até 200 pessoas.

As pitadas de COMPETÊNCIA de Otávio Aguiar, ex-aluno da EFG Sebrae Pedro Leopoldo, mantida pela FPL (Fundação Pedro Leopoldo), garantem sabor de êxito à Kero Mais Buffet e Eventos, também gerenciada por Paula e Frederico Aguiar.

Já presente no mercado há seis anos, a empresa familiar apostou em novas oportunidades de negócio e multifacetou sua atuação. A Kero Mais Buffet e Eventos sentiu o aroma da oportunidade e abocanhou demandas do ramo alimentício empresarial da Região.

Atualmente, a Empresa serve lanches corporativos, coffee break, finger lunch (substituto do almoço nas organizações) e ainda disponibiliza completos serviços de buffet.

Apostando na produção artesanal de variados gêneros como diferencial competitivo, a Kero Mais Buffet e Eventos inova ao aliar modernos equipamentos de uma cozinha industrial à sua produção para atender prontamente seus clientes. Ainda pensando na plena satisfação deles, a Empresa também disponibiliza aprazível espaço para recepções, na Região Central de Pedro Leopoldo, para até 200 pessoas.

Outro diferencial do negócio está na personalização dos serviços. “Com produção própria, a Kero Mais Buffet e Eventos elabora cardápios e também proporciona comodidade e tranquilidade para qualquer tipo de evento, pois desde a montagem até o recolhimento dos produtos, materiais e equipamentos são feitos por nossa equipe”, explica Otávio Aguiar.

Jovens estudantes da EFG Sebrae Pedro Leopoldo, mantida pela FPL, aliam conhecimento, habilidade e atitude e garantem sucesso ao Arraiá du Sebrae.

A plena capacidade gerencial dos alunos da EFG Sebrae Pedro Leopoldo, mantida pela FPL, pode ser percebida até mesmo em momentos de lazer. Ao aliar conhecimento, habilidade e atitude, eles atestaram sua COMPETÊNCIA ao garantir sucesso ao Arraiá du Sebrae, realizado na Igrejinha de Dr. Lund, na noite de sexta-feira, 6.

Prestigiada por centenas de pessoas de Pedro Leopoldo e Região, a Festa Junina, que teve o respaldo de pais, professores e Direção, movimentou o Distrito com muita diversão e descontração que foram proporcionadas por animadas músicas, saborosas comidas típicas e brincadeiras.

Para garantir que o espaço ao redor do Adro da Igrejinha de Dr. Lund fosse disputado, os alunos da EFG Sebrae Pedro Leopoldo valeram-se de diversificadas ferramentas da Administração de Empresas.

O diferencial competitivo do Evento fundamentou-se na escolha das atrações. “Para termos a integral presença de um grande público durante todo o Arraiá, precisávamos proporcionar, além da nossa tradicional quadrilha, diversificadas atividades às pessoas que estivessem na Festa”, observam os alunos Arnaldo Júnior, Carolina Mesquita e Elisa Ferreira.

Com criatividade, os alunos reuniram interessantes atrações, como cover de Paula Fernandes, leilão, pescaria e ainda correio elegante. A criatividade também recheou as comidas e bebidas servidas no Arraiá du Sebrae, pois além de os convencionais caldos, canjica, arroz temperado, feijão tropeiro e churrasquinho, os alunos inovaram no cardápio e apostaram no chocolate quente servido em copos envolvidos por isopor e também no cantinho do queijo e do vinho, que agradaram em cheio o paladar dos convidados.

Empreendedores preparados para o competitivo mercado

Trabalhando em equipes, os alunos da EFG Sebrae Pedro Leopoldo dividiram as tarefas que proporcionariam diversão aos presentes. “Tivemos que nos ater a todos os detalhes, desde a procura por uma maneira para que o chocolate quente não esfriasse naquela noite fria até como recepcionar os convidados de forma criativa”, observam.

Outra estratégia prevista no planejamento e executada pelos alunos da EFG Sebrae Pedro Leopoldo foi usar múltiplos canais para divulgação, baseando-se nas métricas do Marketing. “Divulgamos na Internet, nas redes sociais, em diversos estabelecimentos comerciais da Cidade e também da Região, além de também divulgar nos veículos de comunicação tradicionais, como jornais e rádios”, comentam.

Para completar seu capital de giro e empreender a Festa, os estudantes conquistaram patrocinadores. “Buscamos empresas e também pessoas dispostas a doar ingredientes para os pratos que iríamos servir, prendas para o leilão e até mesmo a atração musical. Só temos a agradecer incondicionalmente a todos que nos apoiaram”, destacam.

Uma pitada de sorte também contribuiu para esta receita de sucesso. “Estávamos arrumando os últimos detalhes da Festa, em Dr. Lund, na manhã de sexta, quando, de repente, um carro parou. Um senhor nos abordou e nos disse que agenciava uma quadrilha que participou de um concurso em Belo Horizonte e foi premiada. Ele nos perguntou se a quadrilha não poderia dançar em nosso Arraiá e, na hora, aceitamos a proposta. Tomamos a decisão acertada, pois, realmente, a quadrilha agradou em cheio o público”, pontuam.

Para a Diretora da EFG Sebrae Pedro Leopoldo, Adriana Rocha de Cerqueira, o Arraiá du Sebrae faz valer o espírito empreender dos alunos. “A Turma se organizou e realizou o Arraiá 2012 com muita competência, com muito entusiasmo, reunindo amigos, familiares, professores, formadores de opinião e empresários em uma festa feita por eles com todo o carinho. Serviram uma comida deliciosa, proporcionaram o reencontro de ex-alunos da Escola e fizeram a noite da última sexta-feira muito especial”, elogia Adriana Cerqueira.

Ao aliar conhecimento, habilidade e atitude, as Advogadas Hérica Alvim e Hiassodara Serafim consolidam o sucesso profissional ao lado do também Advogado e Jornalista Samuel Tadeu.

Para Hérica Alvim e Hiassodara Serafim, obstáculos transformam-se em desafios a serem superados. As jovens Advogadas diplomadas no final do ano passado pela FPL (Fundação Pedro Leopoldo) combinam conhecimento, habilidade e atitude para trilhar o caminho do sucesso profissional.

Ambas desejavam cursar Direito. No final de 2006, quando foram aprovadas no vestibular da Instituição, o sonho tornou-se realidade. Ao longo de cinco anos, elas dividiram-se entre as suas atividades profissionais anteriores que garantiam seu sustento com a rotina de estudos exigida pelo Curso de Direito.

Conscientes da necessidade de dominar os conteúdos técnicos ministrados em sala de aula pelos competentes professores para aplicá-los em suas carreiras, elas sacrificaram horas de descanso, diversão e convívio familiar para emprenharem-se com afinco na obtenção de conhecimento.

Tamanha dedicação rendeu à Hérica Alvim e Hiassodora Serafim aprovação, já na primeira tentativa, na concorrida Prova da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil). Além da determinação pessoal para alcançar este louvável êxito, elas atribuem a satisfatória conquista à qualidade do ensino no Curso de Direito. “Somos reflexo da excelência da FPL , que nos proporcionou valiosos ensinamentos através de um corpo docente altamente qualificado e empenhado na aprendizagem dos alunos”, afirmam.

Devidamente credenciadas para o exercício da profissão, as jovens Advogadas receberam um grande presente como reconhecimento profissional. O também Advogado e Jornalista, Samuel Tadeu, Editor do Jornal Observador, com quem Hérica Alvim trabalha há 12 anos na diagramação e edição do Periódico, no final do ano passado, a convidou e também a Hiassodara Serafim, para compor a equipe de profissionais de seu Escritório.

“Ele acompanhou de perto nosso empenho durante todo o Curso de Direito, especialmente na reta final, quando escrevíamos nossas monografias durante a madrugada e nos desdobrávamos nos finais de semana para rever o conteúdo para a Prova da Ordem e nos agraciou com este reconhecimento”, observam.

Há seis meses, elas atuam no Escritório localizado à Rua Comendador Antônio Alves, 403, no Centro, em Pedro Leopoldo, onde atendem diversos clientes na Área Civil e Trabalhista.

Elas também diferenciam-se neste concorrido mercado pelo ímpar atendimento. “Acima de tudo, devemos sempre acolher nossos clientes, dedicando toda a nossa atenção para ouvi-los integralmente. Aprendemos isso no DAJ (Departamento de Assistência Judiciária), onde tivemos a oportunidade de aplicar a teoria que aprendemos em sala de aula”, lembram.

De Caminhoneiro a Supervisor de Operações. Após ingressar no Curso de Logística da FPL , Evandro Alves vislumbrou um leque de possibilidades que o motivou a destacar-se em sua carreira.

Em dois anos, a vida de Evandro Francisco Silva Alves, ex-aluno do Curso de Tecnologia em Logística da FPL , transformou-se radicalmente. Motivada pela perseverança e impulsionada pela COMPETÊNCIA, sua ascensão profissional assemelhou-se à passagem do Cometa Halley.

Ao ingressar no Curso, ele era caminhoneiro, na Cesa Logística, em Pedro Leopoldo. Já no término da Graduação, Evandro Alves ocupava, na mesma Empresa, o cargo de Analista de Logística.

Ao agregar o conhecimento constituído com sua formação em habilidade e atitude no competitivo mercado de trabalho, o jovem de 34 anos conquistou um almejado lugar ao sol. “A FPL proporcionou a ampliação da minha visão holística, além de me diferenciar no competitivo mercado de trabalho”, observa.

Seu nato espírito de liderança aliado ao destacável empenho em suas atividades e também aos novos projetos propostos na Cesa Logística renderam ao ex-aluno duas promoções ainda enquanto cursava Logística. “Passei a desempenhar a função de Motorista Educador e, quando me formei, em 2010, fui promovido a Analista de Logística”, lembra.

Recentemente, Evandro Alves conquistou mais uma nova promoção. Em março deste ano, ele tornou-se Supervisor de Operações e passou a coordenar 50 colaboradores. Mesmo contente com os novos desafios de sua carreira, o ex-aluno não pretende cessar a busca pela melhoria contínua. “Quero crescer profissionalmente e contribuir, cada vez mais, para a minha empresa”, comenta.

Seu sonho que se destaca pela possibilidade de materialização tornou-se exemplo para os alunos da FPL na I Aula Inaugural do Curso de Logística, realizada em fevereiro, no Auditório do Senai (Avenida Coronel Juventino Dias, 856, Centro, Pedro Leopoldo).

Após cursar Direito na FPL , Catarina Woyames foi aprovada para ingressar no Mestrado em Direito Internacional Público e Europeu, na Universidade de Coimbra, em Portugal.

Imersa em uma nova realidade, há cerca de um ano, Catarina Araújo Silveira Woyames Pinto recorda-se, frequentemente, da FPL . Após concluir o Curso de Direito na Instituição, a jovem de apenas 24 anos foi aprovada para ingressar no Mestrado em Direito Internacional Público e Europeu, na Universidade de Coimbra, em Portugal.

Cercada por livros e também por uma diferenciada cultura, Catarina Woyames atribui esta louvável conquista na sua carreira a sua dedicação aos estudos e também a excelência em ensino da FPL . “O Curso de Direito contribuiu muito para reforçar meu desejo de estudar”, pontua.

Levando em consideração esta premissa, a jovem não pretende descansar nas próximas férias. “Farei um curso de Direito Internacional Público, na Academia Internacional de Direito de Haia (Centro de Educação de alto nível, situado no Palácio da Paz, em Haia, nos Países Baixos), onde me senti muito honrada por ter sido aceita”, observa Catarina Woyames que também já planeja cursar doutorado na Área.

As atividades que aliam teoria à prática oferecidas pelo Curso de Direito, como o DAJ (Departamento de Assistência Judiciária), forneceram consideráveis elementos para a formação da jovem. “Elas me proporcionaram maior contato com a rotina profissional, que é preciosa para a sociedade, pois contribui para reduzir as situações de injustiças”, lembra.

À frente da Inforservice, Jorlevany Vieira, popularmente conhecida na cidade como Vânia, coordena uma equipe de 27 profissionais que prestam serviços contábeis para mais de 150 empresas da Região.

A visão holística de Jorlevany Regino Silva Vieira, ex-aluna do Curso de Ciências Contábeis da FPL , garante sucesso a Inforservice. Conhecida em Pedro Leopoldo como Vânia, ela gere, junto com sua sócia, a Empresa que atualmente conta com 27 colaboradores e presta serviços contábeis para mais de uma centena de empresas da Região.

Há mais de uma década, ao integrar a administração da Inforservice, a Organização era direcionada ao segmento de informática, mas diante das várias oportunidades vislumbradas, ela fechou negócio com o promissor nicho contábil. “Não pensei duas vezes e apostei na diversificação de nossa segmentação”, lembra.

Com o crescimento da Inforservice nesta prestação de serviços em Pedro Leopoldo e, posteriormente, na Região, somada à desvinculação dos sócios que inicialmente integravam a direção, a Empresa consolidou-se neste mercado.

Ao concluir o Curso de Ciências Contábeis na FPL , no ano de 2004, Vânia viu abrir um novo leque de possibilidades. “Os professores nos ensinam a aliar teoria à prática. Passamos a compreender, com maior clareza, o papel estratégico ocupado hoje em dia pelo contador nas organizações”, comenta.

Ao aliar conhecimento, habilidade e atitude à sua carreira, Mauro Alessi, ainda mesmo no início de sua trajetória profissional, já se sobressai como advogado nesta exigente área de atuação

Apesar de ter colado grau em Direito há apenas quatro meses na FPL (Fundação Pedro Leopoldo), Mauro Geraldo Alessi Carvalho Lafetá já se destaca no competitivo mercado de trabalho.

Atualmente, o advogado divide sua atuação no Escritório Lafetá & Rodrigues Cruz Advocacia (Praça Dr. Lund, 56, Loja 02, Centro, Lagoa Santa), onde atua em ações trabalhistas e cíveis e também no Sinticomex (Rua São Sebastião, 147, Centro, Pedro Leopoldo), onde presta assistência jurídica aos trabalhadores filiados à Entidade.

Com o conhecimento adquirido na FPL , Mauro Alessi conquistou, já na sua primeira tentativa, a aprovação na concorrida prova da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil).

De acordo com o advogado, só foi possível alcançar o degrau mais alto deste pódium graças a soma de sua dedicação à excelência da FPL . “Durante todo o Curso de Direito, fomos agraciados com uma didática exigente, especialmente na formatação das disciplinas e também dos condicionamentos realizados nas provas globais, aplicadas desde o primeiro período.

Não só eu, mas também outros vários colegas de turma, como o meu saudoso amigo Jair dos Santos (falecido em 18 de fevereiro deste ano), Alysson Rafael, Cristiane Malaquias, Ivan Botelho, Gledson dos Santos, Natália Alves, Débora Fernanda, Hérica Alvim e Hiassodara Serafim também conquistaram a tão sonhada aprovação no Exame da Ordem”, enumera.

Além de primar pela excelência no conhecimento, a Instituição preza pela atitude moldada pela habilidade. “O DAJ (Departamento de Assistência Judiciária) foi a materialização do conhecimetno teórico. Aprendemos a atender clientes, escrever peças jurídicas, conduzir audiências e fazer recursos. Os professores me orientaram brilhantemente na condução dos processos que foram colocados sob minha responsabilidade. Sem sombra de dúvidas, as experiências vividas no DAJ foram marcantes, pois me prepararam para os frutos que estou colhendo hoje.”, lembra.

Para inspirar os alunos com experiências bem-sucedidas existentes no competitivo mercado, o Curso de Direito promove atividades interdisciplinares. “Na Semana Jurídica, tive a oportunidade de conhecer juristas importantes, doutrinadores e expoentes da Área. Recomendo a todos vivê-las intensamente, uma vez que elas tornam-se um diferencial competitivo no mercado de trabalho”, aconselha.

Com apenas 24 anos, a jovem advogada Karoline Lopes, formada pela FPL , já está sendo cotada para assumir a Área Jurídica da Ical, em São José da Lapa

Já nos primeiros meses do ano Karoline Lopes está sendo cotada para assumir a Área Jurídica da Ical (empresa especializada na produção de cal), em São José da Lapa. Formada em Direito pela FPL no final de 2009, a jovem de apenas 24 anos viaja pelas várias unidades da Empresa que estão espalhadas pelo Brasil para solucionar questões referentes à Organização.

Além de atribuir seu êxito profissional ao comprometimento, a jovem exalta a qualidade do Curso de Direito. "Permaneci tranquila durante toda a Prova, pois estava preparada. Fizemos várias simulações, que são intituladas provas globais, nos fechamentos de semestre. Desta forma, nos preparamos ao longo do Curso para esta etapa decisiva de nossas carreiras", observa.

A COMPETÊNCIA da jovem advogada também perpassa pela COMPETÊNCIA dos docentes que lecionam no Curso de Direito. "As aulas são excelentes, pois, a todo momento, somos convidados a aliar teoria à prática", explica.

A prática jurídica proporcionada pelo DAJ (Departamento de Assistência Judiciária) também proporcionou à Karoline Lopes o alinhamento do conhecimento, habilidade e atitude. "Quando realizamos atendimentos à clientes, colocamos em prática tudo o que aprendemos em sala de aula", pontua.

Com apenas 23 anos, a ex-aluna da FPL , Ana Elisa Gonçalves, integra o seleto grupo de trainees da Iveco e vislumbra a possibilidade de carreira em uma multinacional

Determinação aliada à COMPETÊNCIA direciona a carreira de Ana Elisa Gonçalves. Aos 23 anos, ela finalizará, em julho deste ano, o Programa de Trainees da Iveco, que selecionou jovens recém-formados para atuar na Multinacional.

A Iveco está no Brasil desde 1997 com a produção e comercialização de caminhões e ônibus em uma moderna fábrica em Sete Lagoas. Sua sede administrativa fica em Nova Lima (MG) e a Empresa possui escritórios comerciais em São Paulo, Curitiba e Brasília. Considerada a montadora de caminhões que mais cresce no País, a Iveco iniciou um plano de investimentos de R$ 570 milhões em 2006, quando lançou seis novas famílias de produtos, multiplicando suas vendas por cinco, atingindo, em 2010, a soma de 16 mil caminhões vendidos no País.

Desde o início de sua adolescência, Ana Elisa batalha pelo seu sucesso profissional. Na reta final do Ensino Fundamental cursado em uma escola pública municipal localizada na Região Norte da cidade, ela teve a oportunidade de participar da seleção feita pela EFG Sebrae Pedro Leopoldo, mantida pela FPL (Fundação Pedro Leopoldo), na qual concorreu a uma bolsa de estudos com diversos estudantes de instituições da rede pública de ensino de todo o município.

Após fazer provas e entrevista, a jovem foi selecionada para a concorrida vaga. Durante três anos, ela dedicou-se com afinco aos estudos e também aos diversos projetos interdisciplinares da Escola que integra Ensino Médio ao Técnico em Administração e prima por associar teoria à prática.

O diploma da EFG Sebrae Pedro Leopoldo não saciou a sede pelo conhecimento da jovem. No mesmo ano no qual se formou, Ana Elisa prestou vestibular para Administração na FPL e foi aprovada.

Já no início da Graduação, ela conquistou seu primeiro estágio, que a ajudou a arcar com os custos da mensalidade do Curso. "Fui selecionada para atuar na área de RH (Recursos Humanos) da Premo, em Vespasiano. Durante um ano e nove meses, apliquei na Organização os conhecimentos e as experiências aprendidas na FPL ", lembra.

Decidida a diversificar sua experiência profissional, a jovem candidatou-se a uma vaga de estágio na Sandvik, também em Vespasiano. "Fiquei na Empresa por nove meses. Atuava na Área de Pós-Venda. Vivi experiências muito ricas, especialmente porque a Organização é uma multinacional, porém, recebi um convite para ser contratada pela Premo e decidi aceitar este novo desafio", comenta.

Durante um ano e meio, Ana Elisa retornou ao seu primeiro estágio com um novo papel bem definido. Mesmo com uma promissora carreira na Premo, a jovem que já havia concluído o Curso de Administração, recebeu uma notícia que fez com que seus olhos brilhassem. "Na FPL , obtive as informações para participar do START, Processo de Seleção de Trainees da Iveco. Quando vi esta oportunidade, não pensei duas vezes e me inscrevi para concorrer a uma vaga", conta.

Conduzida pela COMPETÊNCIA, Ana Elisa submeteu-se a quatro etapas de seleção, que foram eliminatórias: provas online para testar seus conhecimentos em Língua Portuguesa, Língua Inglesa, Conhecimentos Gerais e Lógica; dinâmica de grupo; testes psicológicos e entrevista individual, além de um painel no qual ela se apresentou aos gestores e gerente da Iveco. Nesta disputada corrida para alcançar o podium desta conquista profissional, ela sagrou-se campeã, deixando para traz mais de 3,5 mil candidatos.

Durante um ano e meio, ela vem recebendo uma bolsa de estudos e também uma ajuda de custo para cursar a Pós-Graduação em Estratégia Empresarial Automotiva, na PUC-Minas, em Belo Horizonte. Atualmente, ela dedica-se em período integral aos estudos, que são direcionados à sua futura atuação na Iveco.

Em julho, ela concluirá a Pós-Graduação e seguirá para o estágio na Fábrica de Sete Lagoas, onde aplicará, mais uma vez, sua COMPETÊNCIA, no exercício de suas funções. Nesta etapa, ela permanecerá na Empresa por oito meses. Ao final desta etapa, em março de 2013, será avaliado o desempenho de sua atuação com a possibilidade de efetivação na Multinacional.

Ana Elisa garante que a FPL foi fundamental para trilhar o caminho do sucesso profissional. "A Instituição foi a minha base. Quando ingressei aqui, não sabia praticamente nada sobre o universo corporativo. Aprendi muito na EFG Sebrae Pedro Leopoldo e também no Curso de Administração, especialmente a gerenciar pessoas, a trabalhar em equipe e também a administrar o tempo", sublinha.

FPL Carreiras

A COMPETÊNCIA de Ana Elisa extravasa a sua carreira e retorna à FPL . Desde o ano passado, a jovem desenvolve, voluntariamente, o Projeto FPL Carreiras, no qual ela orienta alunos da graduação a se prepararem para o ingresso no disputado mercado de trabalho.

Além de elaborar uma cartilha com recomendações sobre a adequada preparação de um candidato para concorrer a uma seleção de emprego, ela esclarece, sempre nas noites de sexta-feira, as dúvidas dos jovens estudantes que buscam esta nova colocação.

Sob a orientação da Professora Shirley Jorge, Coordenadora do Núcleo de Educação Corporativa e com ampla experiência nesta Área, Ana Elisa pretende, ainda neste ano, expandir o Projeto FPL Carreiras para proporcionar aos alunos da Instituição várias outras orientações, como os passos a serem seguidos para obter sua recolocação no concorrido mercado.

Mesmo com uma posição de destaque no competitivo mercado de trabalho, Leandro Quintão não se acomodou e buscou sua recolocação profissional

Comodismo não integra o vocabulário de Leandro de Matos Carvalho Quintão Silva. Aos 25 anos, o jovem aposta na COMPETÊNCIA atrelada a sua capacidade de inovar para destacar-se no competitivo mercado de trabalho.

Mesmo desempenhando suas funções com COMPETÊNCIA na Transavante, onde iniciou sua carreira no ano de 2006 como Auxiliar de Notas Fiscais e alcançou o cargo de Supervisor de Logística, o aluno do Curso de Graduação em Administração da FPL (Fundação Pedro Leopoldo) decidiu alçar novos voos.

Decidido a inovar, Leandro Quintão buscou um novo posicionamento de carreira. "Participei de diversos processos seletivos, passei em vários deles e optei por ingressar em uma empresa que presta serviços à Holcim", lembra.

Em seu novo trabalho, o jovem deparou-se com um grande desafio: desvendar os segredos do Lean Thinking, metodologia que implementa um vigoroso processo sistemático para eliminar a ineficácia em processos produtivos.

Ao alinhar conhecimento, habilidade e atitude, o aluno da FPL dominou a técnica de produção enxuta que visa reduzir custos e superar a qualidade e passou a não só desempenhar sua função com desenvoltura como também passou a ministrar treinamentos sobre esta Metodologia, como fez em um mini-curso promovido no XI Encontro Regional Gestão & Tecnologia, realizado na FPL , na Unidade Dr. Lund, em outubro de 2011 e também na semana passada, durante a I Semana da Logística, Atividade Interdisciplinar realizada pelo Curso.

A COMPETÊNCIA de Leandro Quintão rendeu-lhe, recentemente, uma promoção. "Fui recentemente contratado como funcionário da Holcim", anuncia.

Já na reta final da Graduação em Administração, o jovem de 25 anos traçou seu futuro profissional. Além de investir no seu crescimento dentro da hierarquia da Organização, ele também pretende resgatar seu espírito empreendedor que nasceu na EFG Sebrae Pedro Leopoldo, escola mantida pela FPL que integra Ensino Médio ao Técnico em Administração e prima por associar teoria à prática, onde também foi aluno. "Há dois meses, nasceu a Kaynak, empresa de consultoria que irei inaugurar em breve com mais um sócio para atuar na Região", comenta.

Conhecimento, habilidade e atitude ensinados no Mestrado Profissional em Administração da FPL somam-se às amplas experiências profissionais do Professor Emmerson Brito que serve como inspiração aos alunos do Curso de Tecnologia em Logística da própria Instituição.

O sonho de tornar-se professor que nasceu no início do Século XXI quando Emmerson Ricieri Brito ainda cursava a Pós-Graduação em Finanças, em uma instituição de ensino em Belo Horizonte, transformou-se em realidade na FPL (Fundação Pedro Leopoldo).

Ao ter aulas na especialização com um docente que também atuava do Mestrado Profissional em Administração da FPL , Emmerson Brito vislumbrou a oportunidade de ingressar no Curso que lhe abriria um leque de possibilidades para sua carreira.

Após prestar o teste ANPAD (elaborado pela Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Administração), que consiste em provas de raciocínio lógico, raciocínio quantitativo, inglês e raciocínio analítico, ele foi aprovado com louvor no Mestrado Profissional em Administração da FPL .

Na entrevista que docentes do Mestrado da FPL avaliam seu pré-projeto de pesquisa, Emmerson Brito também não encontrou barreiras, ingressando, assim, no Curso que contribuiria de maneira decisiva para a materialização de seu desejo.

Durante dois anos, ele dedicou-se com afinco ao Mestrado, que exige empenho para o desenvolvimento de pesquisas aplicáveis à Administração. Embora já atuasse por mais de duas décadas na indústria, Emmerson Brito decidiu descobrir o universo educacional.

Ao final do Curso, no início do ano de 2010, ele defendeu a dissertação "A Utilização do Conhecimento do Corpo Docente na Melhoria das Instituições de Ensino Superior", na qual ele avalia como o conhecimento do corpo docente influencia na sua gestão.

Depois da aprovação de sua defesa, "caiu do ceú" a oportunidade para lecionar no curso de Tecnologia em Logística da FPL . "Um professor desligou-se da Instituição em função de uma nova oportunidade de trabalho no exterior e me convidou para lecionar Planejamento Estratégico", lembra.

A afinidade com a docência foi tamanha que, após dois anos de ingresso na FPL como docente, ele já leciona quatro disciplinas e frequenta a Instituição cinco vezes por semana, à noite.

Ciente da grandiosa responsabilidade como professor, Emmerson Brito preza pela completa formação de seus alunos. "Temos obrigação de ensinar além da competência aos jovens. Temos a responsabilidade pessoal de proporcionar a motivação para que eles concretizem seus sonhos", acredita.

Sempre atento às possibilidades de inovação da vivência profissional de seus alunos no Curso de Tecnologia em Logística, Professor Emmerson Brito levou, no semestre passado, 22 jovens para uma visita técnica à Cidade Administrativa, em Belo Horizonte.

Sua atitude, marcou a história do Governo do Estado, pois nenhum estudante de nenhuma instituição de ensino superior havia visitado à Cidade Administrativa para conhecer detalhes do modelo de gestão pública iniciado em 2003 com o Choque de Gestão e que pauta-se em efetivos resultados.

Conhecimento, habilidade e atitude do advogado Cristiano Viana Alves, formado na FPL , fundamentam sua atuação como Ouvidor na Instituição.

A competência do advogado Cristiano Viana Alves não foi somente reconhecida pelo competitivo mercado de trabalho. A FPL (Fundação Pedro Leopoldo) também reconheceu seu primor pela ética e o contratou, no início do ano passado, para ser Ouvidor na Instituição de Ensino.

É importante lembrar que Cristiano Viana é antigo conhecido da FPL . Ele viveu boa parte de sua vida na companhia do saudoso Professor Martinho, que durrante décadas foi um dos mais ilustres colaborares da Instituição, tendo sido seu Diretor. Além disso, Cristiano também é ex-aluno da EFG Sebrae-Pedro Leopoldo.

Há mais de um ano, ele divide seu tempo entre a atuação no escritório de advocacia e o cargo de Ouvidor que exerce na FPL . Responsável pelo canal de comunicação estabelecido entre a comunidade acadêmica e a sociedade com as instâncias administrativas da Instituição para o aperfeiçoamento contínuo de sua gestão, Cristiano Viana respalda seu trabalho na ética aprendida em sala de aula.

Ao receber uma reclamação, seja via eletrônica (e-mail ou Site da FPL ), pessoalmente ou através de formulários que permanecem disponíveis pela Unidade Dr. Lund, ele prioriza seu imediato encaminhamento e cobra um posicionamento dos respectivos responsáveis para informar a pessoa que acionou a Ouvidoria.

Embora, à primeira vista, pareça fácil a atuação de um Ouvidor, a função requer o integral comprometimento no resguardo da identidade dos reclamantes. "As pesssoas têm de confiar no Ouvidor, tendo a certeza que não serão identificadas, para contribuirem com o permanente crescimento da Instituição", pontua.

Contente com a confiança depositada pela Direção Geral na sua competência para o exercício da função de Ouvidor, Cristiano Viana lembra como o conhecimento aplicado na prática do Departamento de Assistência Judiciária (DAJ) contribui para sua atuação na FPL . "Atendo às pessoas com cortesia e respeito, ajo com integridade, transparência e imparcialidade, além de sempre resguardar o sigilo das informações", enumera.

Mesmo antes concluir o curso de Direito da FPL , a aluna Bruna Michely Tavares é facilmente confundida com uma advogada pelo seu profissionalismo transparecido no Fórum da Comarca de Pedro Leopoldo, onde atualmente estagia.

Os traços jovens que marcam suavemente o rosto de Bruna Michely Tavares somados à sua postura profissional ao circular apressadamente pelo saguão do Fórum da Comarca de Pedro Leopoldo (Rua Coronel Cândido Viana, 273, Centro) onde estagia, com os braços sempre abarrotados de processos já fizeram com que a jovem aluna do 7° período do Curso de Direito da FPL (Fundação Pedro Leopoldo) fosse confundida com uma advogada.

"Um senhor me viu no Fórum e comentou com o outro senhor que o acompanhava que, a cada dia, as advogadas estão se formando mais jovens", comenta a simpática Bruna Tavares entre sorrisos.

Alinhar conhecimento, habilidade e atitude desde o início do Curso de Direito da FPL já concedeu sucesso profissional à jovem mesmo antes de sua formatura que irá ocorrer somente daqui a um ano e meio.

Ainda no segundo período, ela estagiou na 40a Subseção da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil - Rua Dr. Rocha, 852, Centro), onde aplicava o conhecimento aprendido em sala de aula. Após desempenhar a função de atendimento ao público por um ano e um mês, ela desligou-se da Entidade e ingressou como estagiária na Procuradoria da Prefeitura Municipal de Pedro Leopoldo (Rua Dr. Cristiano Otoni, 555, Centro).

Mais uma vez decidida a desenvolver-se profissionalmente, Bruna Tavares desligou-se daquele estágio e passou a atuar no Fórum da Comarca de Pedro Leopoldo (Rua Coronel Cândido Viana, número 273, Centro), onde atualmente estagia.

A competência já consolidada da jovem reflete também no ambiente acadêmico. Desde o 6° período, ela ministra aulas de Monitoria sobre Processo Civil. De segunda à sexta-feira, ela permanece por uma hora na Biblioteca da FPL para esclarecer dúvidas dos estudantes do Curso de Direito.

Selecionada através de prova por professores para desempenhar a função, ela que está contente pela oportunidade dada pela Instituição de direcionar sua carreira para a Área Acadêmica. "Ter ministrado aulas conta pontos na seleção de um mestrado. Quero muito me qualificar para me tornar professora universitária", revela.

Na reta final da graduação em Direito da FPL , Bruna Tavares empenha-se com afinco nos estudos recheando seu histórico com boas notas que são fruto de sua dedicação, além de transformar o conhecimento em atitude nos seus estágios, que são alvo de elogios. "Encontrei recentemente com uma das advogadas que atuam na Procuradoria do Município e ela comentou que estava satisfeita com meu crescimento profissional, mas disse que estava fazendo falta na Procuradoria", comenta.

TOPO